Novak Djokovic torce por um tenista abertamente gay

O número 1 do mundo disse não ver problema e defendeu todas as formas de amor.

Novak Djokovic  (Foto: FEATURED, INTERVIEW)
Novak Djokovic torce por um tenista abertamente gay. (Foto: FEATURED, INTERVIEW)
Durante sua participação no ATP Finals, em que acabou ficando com o vice-campeonato, superado pelo alemão Alexander Zverev na decisão, o sérvio Novak Djokovic foi questionado sobre como seria conviver com um tenista que abertamente se declarasse gay. O número 1 do mundo disse não ver problema e defendeu todas as formas de amor.

“Atualmente não há um jogador assumido no circuito profissional masculino. Seria uma decisão corajosa. Eu não teria absolutamente nada contra isso. Todos têm o direito de escolher sua orientação sexual segundo seus desejos”, declarou o líder do ranking, que lamentou ainda não vermos em todos os cantos do mundo uma visão sem preconceitos.

“Vivemos em uma sociedade que ainda tem lugares em que não estão preparados para aceitar isso ainda”, complementou o tenista sérvio, país em que desde 2017 tem uma primeira-ministra lésbica, Ana Brnabic. No entanto, ela tem sido criticada por não reduzir o número de ataques contra pessoas LGBT.

O jogador de maior destaque até então a revelar sua sexualidade no circuito desde a Era Aberta foi o norte-americano Brian Vahaly, que só o fez depois de se aposentar do esporte. Vahaly chegou a ser o 64º do mundo, marca alcançada em março de 2003, logo após alcançar as quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells, em uma de suas campanhas de maior destaque.
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar