OMS tira oficialmente transexualidade da lista de transtornos mentais

Homossexualidade também era considerada como um transtorno psicológico desde 1973, sendo retirada apenas em 1990.

Bandeira do movimento Trans na Parada do Orgulho LGBT de SP de 2016. (Foto: Diego Padgurschi)
Bandeira do movimento Trans na Parada do Orgulho LGBT de SP de 2016. (Foto: Diego Padgurschi)

A Organização Mundial da Saúde publicou nesta segunda-feira, 18, o CDI-11, no qual retira oficialmente as identidades de pessoas travestis e transexuais da sua lista de transtornos mentais. A decisão é histórica, uma vez que a entidade considerava pessoas trans “equivalentes” a pedófilos e cleptomaníacos.

Ainda assim, a transexualidade ainda consta como “condição relativa à saúde sexual”, para que dessa forma alguns países continuem oferecendo políticas públicas de saúde para a população trans, como é o caso das cirurgias de redesignação sexual.

É importante lembrar que a homossexualidade também era considerada como um transtorno psicológico desde 1973, sendo retirada apenas em 1990. Passaram-se 28 anos até que a OMS tivesse a mesma atitude em relação à população trans.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar